O Que É Veganismo


“O veganismo é um modo de vida que procura excluir, na medida em que seja possível e praticável, todas as formas de exploração e de crueldade com os animais para fins de alimentação, vestuário ou qualquer outro propósito.

Desde ‘besteiras’ (junk food) até alimentos veganos crus, e tudo que houver entre eles. Há uma versão de veganismo para todos os gostos. No entanto, uma coisa que todos nós temos em comum é uma dieta baseada em plantas, evitando todos os alimentos animais – como carne (incluindo peixes, mariscos e insetos), laticínios, ovos e mel – bem como produtos, como couro, e qualquer outro testado em animais.”

Esta é uma tradução livre da definição de veganismo da Sociedade Vegana (The Vegan Society), criadora do termo “veganismo”. Esta sociedade foi criada no Reino Unido em 1944.

Resumindo: não explorar os animais de nenhuma forma.

Leite e ovo também são resultados de exploração animal

Gado indo para o abate

O triste destido do gado indo para o abate.

Talvez você esteja se perguntando: mas ovo e leite? Por que são considerados exploração animal? Afinal, não é preciso matar para obter-se estes produtos…

Vamos dar dois bons exemplos para que você compreenda.

  1. A vaca leiteira, para produzir o leite, é inseminada artificialmente durante toda sua vida. Claro, se não tem filhos, não tem leite. E um dia a vaca começa a produzir menos leite. Então acaba sendo abatida da mesma forma.
    Seus filhotes, oriundos da inseminação artificial, normalmente são abatidos aos 3 meses de idade para ter sua carne vendida como vitela (ou baby beef).
  2. As galinhas poedeiras passam toda a vida presas em gaiolas. Depois também são abatidas. As fêmeas acabam sofrendo muito mais, pois além de serem abatidas, passam a vida sofrendo.

Como vive quem adota o veganismo como modo de vida?

O vegano, como foi explicado, não se alimenta de produtos de origem animal nem usa produtos que tenham algum resquício de componentes animais ou que tenham sido fruto de exploração animal de qualquer tipo.

Assim, para alguém ser considerado vegano, deve ter um modo de vida diferenciado (isto atualmente, espero que num futuro próximo os diferentes sejam os não veganos!). Explicando melhor, um adepto do veganismo:

  • Não come nenhum alimento de origem animal, nenhum tipo de carne (independente se carne branca ou vermelha) e nada que contenha qualquer tipo de resíduo animal: leites, ovos, mel, queijos, salsichas, manteiga, banha, embutidos em geral.
  • Não apoia e evita, sempre que possível, atividades de lazer e espetáculos que explorem os animais, como circos com animais, rinhas, rodeios, touradas e assemelhados.
  • Evita ao máximo o consumo de medicamentos e cosméticos q contenham componentes animais em sua formulação ou que tenham sido testados em animais. Exemplos: maquiagem contendo cera de abelha, sabonetes feitos com glicerina animal, xampu com tutano de boi, etc.
  • Não veste nem compra (como presentes) roupas feitas com produtos de origem animal: seda, lã, couro, etc. Isto inclui, obviamente, calçados e acessórios.
  • Não trabalha em nenhuma atividade que dependa de exploração animal (morto ou vivo): lojas de aquários, venda de animais em pet shops, lojas de gaiolas ou arapucas para passarinhos, restaurante que utilize produtos animais ou derivados, venda de produtos de origem animal (sapatos de couro, cintos de couro, bolsas de couro, pentes de osso, etc.).

Adotar o veganismo é fácil!

Cavalos correndo livremente

É muito melhor ver estes cavalos correndo livremente, não acha?

Se você também não concorda com a exploração animal, por que não adotar o veganismo também e fazer deste um mundo melhor?

Talvez esteja pensando que é muito difícil ser um vegan. Não, não é, basta mudar um pouco os seus hábitos alimentares e de consumo.
O mercado tenta nos empurrar os produtos não vegan. Porém, a cada dia que passa, aumenta bastante o número de veganos. De olho nisso, a indústria está lançando muitos produtos para quem adota esta filosofia de vida. Já é possível ver nos mercados rótulos que indicam que trata-se de um produto vegano.

Tenha em mente que você não precisa fazer uma mudança drástica nos seus hábitos. Pode ir adaptando-se aos poucos, começando com a eliminação da carne (de qualquer tipo) do seu cardápio. Em seguida leite, ovos e outros derivados de origem animal.

Também pode prestar mais atenção nos produtos que vai comprar e procurar alternativas que não sejam provenientes de exploração animal. Precisa de um sapato? Procure um que não seja de couro. Vai comprar um casaco? Não aceite os de lã, procure outro material. Sempre há um substituto de boa qualidade.

Em pouco tempo e sem sacrifícios  se tornará um vegano. E o mais importante, como o veganismo está se espalhando cada vez mais, informações sobre o assunto são fáceis de encontrar. Outros adeptos do veganismo o ajudarão a encontrar o que você precisa.

Seja vegano você também!

Na vida precisamos fazer muitas escolhas. Por que não escolher dar um basta à exploração animal? Para que continuar a fomentar uma indústria que vive do sofrimento de seres vivos? Tem sentido isso?

Adote também o veganismo! Você vai sentir-se muito melhor!